Olá, sou Lucas Melo, Ortopedista e Especialista em Joelho. A partir de agora, vamos discutir tudo sobre as lesões do LCA. Conheça os tópicos que serão abordados nesse Guia Completo das lesões do ligamento cruzado anterior:

  1. ESSA É A SUA HISTÓRIA? FOI ASSIM QUE A SUA LESÃO ACONTECEU?

  2. O QUE É O LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR?

  3. ANATOMIA E FUNÇÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

  4. COMO OCORRE A LESÃO DO LCA?

  5.  SINAIS E SINTOMAS DAS LESÕES DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

  6. EXAMES COMPLEMENTARES E DIAGNÓSTICO DA LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

  7. VISÃO GERAL SOBRE O TRATAMENTO DAS LESÕES DO LCA

  8. TRATAMENTO CONSERVADOR (NÃO-CIRÚRGICO) DO LCA

  9. TRATAMENTO CIRÚRGICO DO LCA

  10. REABILITAÇÃO E ORIENTAÇÕES NO PÓS-OPERATÓRIO DAS LESÕES DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

1. ESSA É A SUA HISTÓRIA? FOI ASSIM QUE A SUA LESÃO ACONTECEU?

“Estava no meio da partida, na hora que apoiei o meu pé no chão, ele ficou preso e eu girei o corpo. Pronto, na hora escutei só o barulho. Doeu demais e “inchou bastante”. Depois de uns 15 dias, a dor passou. Mas aí fui tentar voltar a jogar, só que não sinto firmeza nenhuma no joelho, é como se ele fosse sair do lugar”.

Não importa se foi no futebol, basquete, vôlei, dança ou praticando alguma arte marcial. Você se identificou com essa história? Não deixe de ler esse Guia Completo das lesões do LCA até o final! Esse texto completo e rápido irá fazer com que você entenda tudo sobre as lesões do ligamento cruzado anterior (LCA). Se ficar com qualquer dúvida, entre em contato que teremos o prazer de ajudar você!

2. O QUE É O LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR?

Apesar do joelho possuir vários ligamentos, o ligamento cruzado anterior (LCA) é um dos que que mais sofre lesão. O LCA é um dos principais ligamentos estabilizadores do joelho, mantendo o joelho firme. Funciona como uma “corda” forte localizada no centro do joelho que vai do fêmur até a tíbia. Infelizmente, quando ocorre o rompimento do ligamento cruzado anterior, você pode ficar com a sensação de que o joelho está “frouxo” ou até mesmo “saindo do lugar”.

ligamento cruzado anterior do joelho
O LCA é um dos principais ligamentos estabilizadores do joelho.

3. ANATOMIA E FUNÇÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

Um ligamento é uma estrutura fibrosa (como se fosse um cabo) que liga dois ossos. No caso do LCA, ele liga o osso da coxa (fêmur) ao osso da perna (tíbia), com 32mm de comprimento e 10mm de largura. Desta forma, o ligamento cruzado anterior impede que a tíbia vá muito para frente durante alguns movimentos do joelho, principalmente os que envolvem rotação da perna. Quando você está praticando esportes, o LCA é responsável por até 85% do controle para que a sua perna não vá muito para frente. Por isso a grande importância do ligamento cruzado anterior e a dificuldade que algumas pessoas têm para praticar esportes de maior demanda, como futebol, basquete e artes marciais quando o LCA está rompido.

Anatomia e função do ligamento cruzado anterior
Quando você está praticando esportes, o LCA é responsável por até 85% do controle para que a sua perna não vá muito para frente.

Modificado de Knee Surg Sports Traumatol Arthrosc 2006

4. COMO OCORRE A LESÃO DO LCA?

A lesão (rompimento) do ligamento cruzado anterior pode ocorrer de várias formas, sendo mais comum nos praticantes de atividades físicas de maior demanda. Geralmente, ocorre após algum movimento de torção do joelho (a famosa entorse). Será que algo parecido com isso já ocorreu com você?

⦁ “Fui dar um chute na bola, só que na hora, a chuteira do pé de apoio ficou travada no campo e torci meu joelho”.
⦁ “Pulei para disputar uma bola no basquete/vôlei, quando desci, pisei no chão de mau jeito, sem apoiar bem e o meu joelho torceu”.
⦁ “No meio da aula de fit dance/zumba, fui me virar de lado para acompanhar a turma, mas o pé ficou preso no chão e senti a torção no joelho”.

lesão do ligamento cruzado anterior causada por entorse

Se sim, imagino que você deve ter pensado: “será que rompi os ligamentos do joelho?”.

Entretanto, nem só por torção é que se tem ruptura do ligamento cruzado anterior. O LCA pode ser rompido de outras maneiras:

Trauma direto: chute direto no joelho durante uma luta, acidente de carro/moto ou por qualquer pancada mais forte no joelho.
Hiperextensão: quando o joelho “estica” muito mais do que o normal. Imagina você indo chutar uma bola com toda força e acaba dando uma “furada”. Isso pode fazer com que o joelho estique demais e acabe lesionando o ligamento cruzado anterior.

Além desses traumas no esporte e de maior energia, também é muito comum que as lesões do LCA ocorram de maneira mais simples, em atividades do dia-a-dia. Sabe quando você cai em um buraco inesperado ou não ver um batente/degrau no chão? Alguma vezes, essas distrações podem levar a entorse do joelho e lesão do ligamento cruzado anterior.

5. SINAIS E SINTOMAS DAS LESÕES DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

Tente lembrar do momento em que ocorreu a sua lesão. Você chegou a ouvir ou sentir algum “estalido” na hora da torção do joelho? Logo em seguida o joelho começou a doer bastante e ficou muito “inchado” (edemaciado), não sendo possível continuar a sua atividade? Se isso ocorreu, provavelmente, o ligamento cruzado anterior deve ter rompido. Essa é a história mais clássica.

Logo após a lesão do LCA o joelho fica bastante dolorido e “inchado”, com redução dos movimentos e dificuldade para andar sem apoio. Esse quadro pode permanecer nas primeiras semanas. Após isso, tanto a dor com o “inchaço” (edema) tendem a melhorar. Entretanto, quando o LCA é rompido, um sintoma permanece: a falta de confiança no joelho e os falseios.

Esses falseios (que chamamos de instabilidade) ocorrem, principalmente, nos movimentos de mudança de direção. É muito comum ouvirmos a seguinte história entre as pessoas com lesão do LCA:

“Eu não tenho nenhuma dificuldade para andar ou até mesmo correr na esteira. Agora se eu for tentar jogar ou dançar, não sinto confiança no meu joelho, é como se ele fosse sair do lugar. Sem falar que depois ainda fica doendo por um tempo”.

Desta forma, muita gente precisa interromper as suas atividades esportivas, que algumas vezes eram o lazer da semana (como aquele “rachinha”). É importante falar que, quanto mais intensa for à prática do esporte, maior a limitação e a sensação de “falseio”.

6. EXAMES COMPLEMENTARES E DIAGNÓSTICO DA LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

Para o diagnóstico das lesões ligamentares do joelho, incluindo as lesões do LCA, uma associação de história clínica, exame físico completo e exame de imagem é fundamental. Por exemplo, se você chega com uma história de ter ouvido um “estalido” logo após uma torção do joelho, seguido de muita dor e inchaço, é um indicativo de que possa ter ocorrido um rompimento do ligamento cruzado anterior. Para casos com mais tempo de lesão, uma pergunta sempre deve ser feita: você sente o seu joelho “frouxo” ou “saindo do lugar”? (Há algum grau de instabilidade?)

Talvez o momento mais importante da consulta é quando realizamos alguns testes para avaliar se a perna está vindo “muito para frente”, ou seja, se o LCA está funcionando ou não. Existem várias manobras, mas o objetivo final é o mesmo: identificar a “frouxidão do joelho”. Os dois testes mais conhecidos para avaliar o ligamento cruzado anterior são: gaveta anterior e Lachman. Temos que destacar que todos estes testes dos ligamentos do joelho devem ser sempre comparativos, ou seja, avaliar também o joelho que não apresenta lesão de ligamento (contralateral). Algumas pessoas podem ter o joelho um pouquinho mais frouxo e isso ser o seu normal!

exames complementares e diagnóstico do LCA
alguns testes para avaliar se a perna está vindo “muito para frente”, ou seja, se o LCA está funcionando ou não.

Modificado de “ACL injury: How do the physical examination tests compare?

Quando o trauma do joelho é recente, fica difícil de realizar as manobras de avaliação por conta da dor. Sabe quando você machuca e vai direto para o hospital? Imagino que você não queria deixar o médico nem encostar a mão no seu joelho! Nesses casos com o joelho muito “inchado” e com inflamação aguda, é interessante marcarmos um retorno com 1-2 semanas para realizarmos um exame ligamentar completo menos doloroso.

Completando a avaliação do ligamento cruzado anterior (LCA), o melhor exame de imagem para avaliar a lesão é a ressonância magnética do joelho. Além de permitir identificar a lesão do LCA, a ressonância ajuda a identificar possíveis lesões associadas de outros ligamentos do joelho (ligamento colateral medial, ligamento colateral lateral e ligamento cruzado posterior) e dos meniscos. Lembrando que essa avaliação de todos estes ligamentos é também uma etapa importante do exame físico completo.

Avaliação de ressonância na lesão do LCA
LCA rompido e LCA normal

Avaliação de ressonância na lesão do LCA. Modificado de JBJS

7. VISÃO GERAL SOBRE O TRATAMENTO DAS LESÕES DO LCA

Após toda a avaliação e confirmação do diagnóstico de lesão do ligamento cruzado anterior, surgem as perguntas que você realmente quer saber:

⦁ “Como eu vou fazer o tratamento da lesão do LCA?”
⦁ “Lesão do LCA é sempre caso de cirurgia?”

O mais importante é que você fique tranquilo nessa hora. Cada pessoa deve ser tratada de forma INDIVIDUALIZADA, ou seja, de acordo com as suas características pessoais e com o grau de atividade realizada. Além disso, um outro ponto fundamental e que já falamos antes é saber se o seu joelho está ou não “frouxo”.

Inicialmente (logo que você rompeu o ligamento cruzado anterior), adotamos medidas para reduzir a inflamação. Algumas medicações, aplicação de gelo no local e a realização de fisioterapia podem ajudar na redução da dor e do inchaço do joelho. Após isso, uma avaliação criteriosa precisa ser feita para decidir sobre o adequado tratamento da lesão do LCA.

Algumas pessoas com o LCA rompido conseguem viver sem apresentar episódios de “falseios” ou “frouxidão”. Isso pode ocorrer devido a uma baixa exigência do joelho (não realizam esportes que forcem muito o joelho) ou por ter conseguido compensar de alguma forma, principalmente, através de fortalecimento muscular. Por outro lado, um grupo de pessoas não “sente firmeza” no joelho. Na prática de atividades físicas mais intensas ou mesmo em coisas do dia-a-dia, a lesão do ligamento cruzado anterior dá a sensação de que “o joelho vai sair do lugar”. Tal situação é mais comum nos pacientes com lesão do LCA e que fazem esportes como futebol, basquete, vôlei e artes marciais.

O problema é que esse vários “falseios” que o joelho vai tendo durante o tempo fazem com que algumas estruturas de dentro do joelho possam ser machucadas (como a cartilagem e os meniscos). Nestes casos, a lesão do ligamento cruzado anterior pode precisar de algum tratamento para aumentar a “firmeza” (dar estabilidade), devendo ser considerada a reconstrução do LCA.

O mais importante é fazer uma avaliação detalhada e entender o problema de cada pessoa para chegarmos ao melhor tratamento para você, não tratar só o joelho, mas sim a pessoa como um todo. Sempre procure um Especialista em Joelho da sua confiança e que tenha experiência com o tratamento das lesões ligamentares do joelho. Em caso de dúvidas, conte conosco! 

8. TRATAMENTO CONSERVADOR (NÃO-CIRÚRGICO) DO LCA

Após as medidas iniciais já comentadas para aliviar a dor, o foco do tratamento conservador nas lesões do ligamento cruzado anterior é no fortalecimento muscular e readaptação às atividades físicas. Todo um trabalho coordenado e em conjuntos com fisioterapeutas e educadores físicos deve ser realizado. O ganho de força e resistência, tanto dos músculos da coxa como do quadril, deve progredir conforme o joelho vai normalizando a sua movimentação. Existem vários protocolos publicados que ajudam na implantação do tratamento sem cirurgias das lesões do LCA.

tartamento conservador do LCA
O ganho de força e resistência, tanto dos músculos da coxa como do quadril, deve progredir conforme o joelho vai normalizando a sua movimentação.

Modificado de Non-operative Care of the Patient with an ACL-Deficient Knee

Importante seguirmos de perto a progressão e os resultados do tratamento conservador da lesão do LCA. Garantir que os episódios de “falseio” e instabilidade não estão ocorrendo, o que poderia provocar novas lesões no joelho.

9. TRATAMENTO CIRÚRGICO DO LCA

Uma vez rompido por completo, o LCA não cicatriza sozinho. Nos casos em que se escolhe o tratamento cirúrgico, realiza-se uma RECONSTRUÇÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR. Desta forma, utiliza-se enxertos de tendão para criar um novo ligamento no joelho.

Uma dúvida que sempre surge é: qual o melhor enxerto para a cirurgia do LCA? As diferentes fontes de enxerto possuem suas vantagens e desvantagens, sendo assim, a decisão depende do perfil de cada paciente, idade, tipo e grau de intensidade da atividade física praticada. Uma das fontes mais comuns são os isquiotibiais (grácil e semitendíneo, os tendões da pata de ganso), além do tendão patelar e tendão quadriciptal.

tratamento cirúrgico na reconstrução do LCAModificado de Arthroscopy Techniques
Reconstrução do LCA utilizando fonte de enxerto conhecida como isquiotibias.

tratamento cirúrgico na reconstrução do LCA
Reconstrução do LCA utilizando fonte de enxerto conhecida como tendão patelar

Modificado de Arthroscopy Techniques

tratamento cirúrgico na reconstrução do LCA
Reconstrução do LCA utilizando fonte de enxerto conhecida como tendão quadriciptal

Modificado de Arthroscopy Techniques


Outra pergunta recorrente é: como esse enxerto é fixado (amarrado no osso)? Existem diferentes materiais e técnicas utilizados, variando pela preferência do cirurgião. As formas mais comuns de fixação desse enxerto para formar o novo LCA é através de parafusos (o parafuso de interferência) e um botão ortopédico (o endobutton – isso mesmo, ele funciona como um botão de roupa!).

Raio X mostrando como é realizado o enxerto no osso
As formas mais comuns de fixação desse enxerto para formar o novo LCA é através de parafusos (o parafuso de interferência) e um botão ortopédico.

Modificado de Arthroscopy

cirurgia do LCA realizada por vídeo
Modificado de Science Direct

Graças a evolução das técnicas cirúrgicas, a cirurgia do LCA é realizada por vídeo (a famosa artroscopia de joelho!), possibilitando menores incisões cirúrgicas (não precisa fazer um corte grande no joelho, no caso, são “furinhos”). Isto permite um procedimento mais rápido e um pós-operatório menos doloroso. Na grande maioria das vezes, o paciente vai de alta do hospital ou no mesmo dia ou no dia seguinte. Há uma tendência atual em todo o mundo de reduzir o tempo de permanência hospitalar após uma cirurgia de reconstrução do LCA, diminuindo as complicações e permitindo uma reabilitação cada vez mais precoce.

cirurgia do LCA realizada por vídeo
Graças a evolução das técnicas cirúrgicas, a cirurgia do LCA é realizada por vídeo, possibilitando menores incisões cirúrgicas.

Modificado de Arthroscopy Techniques

10. REABILITAÇÃO E ORIENTAÇÕES NO PÓS-OPERATÓRIO DAS LESÕES DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR

E por falar de reabilitação, agora a bola está com você! É muito importante entender o seu papel ativo nesse processo. A tendência atual é de iniciar a reabilitação cada vez mais precoce após uma cirurgia de LCA e começar a fisioterapia logo. Entretanto, alguns cuidados precisam ser tomados para não forçar o novo ligamento cruzado anterior.

Lembra que conversamos sobre possíveis lesões associadas que podem ocorrer junto com a lesão do LCA? Então, essas outras lesões (como lesão de outros ligamentos do joelho e meniscos) podem mudar a forma da reabilitação. Considerando uma cirurgia isolada do LCA, nas primeiras 2 semanas, o objetivo é a redução do inchaço e inflamação, com ganho completo da extensão do joelho (o joelho precisar esticar todo!) e início da marcha. Nos primeiros dias, você vai andar com ajuda de 1 ou 2 muletas, mas a tendência é ir deixando as muletas, conforme você vai ganhando confiança. O estímulo para ativação e contração do quadríceps (o músculo da frente da coxa), além da mobilização da patela (a famosa rótula do joelho) também devem ser feitos desde o começo.

Com a evolução, a tendência é aumentar a intensidade dos exercícios, protegendo o novo LCA. Com o passar das semanas, o paciente vai ganhando confiança e novos treinos vão sendo implementados. Além do ganho de força, devemos sempre estimular atividades que melhorem o controle dos movimentos. Após isso, treinos de agilidade e com mudança de direção são implantados. Mais importante do que qualquer protocolo de reabilitação é saber que cada paciente tem a sua evolução individual, devendo cada caso ser visto de maneira personalizada.

E aquela pergunta que não quer calar: quando poderei voltar ao meu esporte após a cirurgia do ligamento cruzado anterior (LCA)? Novamente, não existe uma resposta única, depende de cada caso e de como está a evolução. Mesmo que toda a reabilitação tenha sido perfeita, o enxerto leva um tempo para integração (ou seja, grudar no osso e formar um novo ligamento). É preciso que cada caso seja visto com atenção para decidir o melhor momento de voltar aos esportes após o tratamento cirúrgico de uma lesão do LCA.

Independente se foi realizada cirurgia ou não, o tratamento de uma lesão do ligamento cruzado anterior não é algo simples e precisa ser feito por profissionais da sua confiança e com experiência nas lesões de LCA. Sabemos que a demanda por práticas esportivas vem aumentando cada vez mais e relaciona-se com o bem-estar das pessoas. Caso tenha alguma dúvida e precise de mais esclarecimentos, pode contar conosco para ajudar você a voltar a fazer tudo o que fazia antes da lesão. Você é parte ativa desse processo!