AS PRINCIPAIS DÚVIDAS DOS PACIENTES:


A tão famosa condromalácia patelar é um termo de origem grega, da junção das palavras “khóndros” (cartilagem) e “malakos” (amolecido). Ou seja, condromalácia patelar seria um amolecimento da cartilagem da patela. A condromalácia ou condropatia patelar é um dos principais motivos que levam os pacientes a procurarem um Especialista em Joelho. Muitas pessoas acabam realizando algum exame de imagem do joelho e recebem um laudo de condromalácia patelar. Basicamente, é como se a imagem identificasse fissuras ou rupturas (“rachaduras”) na cartilagem da patela. Imagino que se você já passou por isso deva ter ficado preocupado e com algumas dúvidas, principalmente em relação ao tratamento. CLIQUE AQUI para saber tudo sobre a condromalácia patelar, das causas ao tratamento.


Uma avaliação das lesões do LCA deve ser sempre individualizada. É preciso entender qual a sua queixa e se você possui instabilidade (se sente o joelho “sair do lugar”). O primeiro passo é passar em uma avaliação com um Especialista em Joelho com experiência no tratamento das lesões ligamentares do joelho. Aproveite para tirar as suas principais dúvidas e CLIQUE AQUI para acessar esse Guia Completo das lesões do LCA. 

Não, na maioria das vezes, o tratamento das lesões meniscais é conservador (ou seja, sem necessidade de cirurgia). É preciso entender o padrão da lesão no exame de ressonância e se essa lesão é aguda ou crônica. CLIQUE AQUI para acessar esse Guia Completo das lesões do LCA. 

A artrose de joelho, também conhecida como osteoartrose ou osteoartrite, é uma doença que acomete a articulação do joelho como um todo. De forma bem simplificada, a artrose pode ser definida como um desgaste do joelho. Sabe quando a idade vai avançando e as rugas e os cabelos brancos vão aparecendo? Com o joelho não é diferente! Conforme o tempo vai passando, vamos “gastando” a cartilagem e os meniscos do joelho. A longo prazo, esse desgaste crônico leva ao desenvolvimento da famosa artrose de joelho. Quer saber tudo sobre o que há de mais moderno no tratamento da artrose de joelho? CLIQUE AQUI para acessar esse Guia Completo da Artrose de Joelho.


Com certeza!!! Essa foi uma das principais queixas que estamos recebendo após o retorno das atividades. Muitas pessoas que estavam muito bem e seguindo a sua reabilitação foram obrigadas a parar todas as suas atividades. Isso levou provocou uma perda de força e massa muscular que está diretamente relacionada com as dores no joelho.

Existem muitas causas para a famosa “água no joelho”. Pode ser uma lesão da cartilagem, lesão meniscal ou mesmo uma sinovite ou inflamação do joelho. Quando esse derrame articular (“inchaço”) é muito grande, pode causar um grande desconforto no joelho, devido ao aumento da pressão dentro do joelho. Se está com esse problema, não deixe de marcar uma avaliação com um Especialista em Joelho para ajudar você!


A cartilagem articular é uma estrutura fundamental para o bom funcionamento do joelho. Ela atua absorvendo o impacto e evitando o contato direto “osso com osso”, ajudando que o joelho “deslize” mais fácil durante a movimentação. Por ser um tecido avascular (ou seja, não chegam vasos sanguíneos na cartilagem do joelho), as condropatias ou lesões da cartilagem tem um baixo potencial de cicatrização espontânea, podendo trazer transtornos às pessoas com essas lesões. Apesar disso, a maioria das lesões da cartilagem é tratada conservadoramente, ou seja, sem necessidade de cirurgias. CLIQUE AQUI para saber tudo sobre as lesões da cartilagem do joelho e o que há de mais moderno no seu tratamento.

A patela é o osso que fica bem na frente do joelho, também conhecida como rótula ou “bolacha do joelho”. A luxação patelar ocorre quando esse osso sai do lugar (sofre um deslocamento), sendo acompanhado de dor e inchaço do joelho. Geralmente, há uma ruptura do ligamento patelofemoral medial. Na maioria dos casos, essa primeira luxação é tratada conservadoramente, sem cirurgia. Uma das exceções é quando um pedaço da cartilagem é “arrancado” durante a luxação. Quer saber tudo sobre a luxação patelar, desde as causas até o tratamento? CLIQUE AQUI para acessar esse Guia Completo das luxações patelares.

A infiltração de joelho com ácido hialurônico pode trazer benefícios e alívio nos quadros de dor no joelho quando bem indicada. Classicamente, a infiltração com ácido hialurônico é indicada nos casos de artrose ainda não muito grave. Quer saber se o seu caso é uma boa indicação de infiltração com ácido hialurônico? Agende uma consulta para avaliação e tenha um tratamento adequado para essas dores no seu joelho. 

Não, até os dias de hoje, ainda não existe nenhuma medicação com potencial de regenerar a cartilagem articular. Algumas medicações disponíveis no mercado podem melhorar a dor e trazer algum tipo de benefício, mas a sua utilização deve ser sempre individualizada de acordo com cada caso, evitando que você gaste dinheiro desnecessário. Quer saber tudo sobre o tratamento das lesões da cartilagem? CLIQUE AQUI para saber tudo sobre as lesões da cartilagem do joelho e o que há de mais moderno no seu tratamento. 

ORIENTAÇÕES AOS PACIENTES:


Prezamos sempre pelo melhor atendimento e pela pontualidade no seu atendimento. Para isso, alguns itens são importantes:
  • Solicitamos que os pacientes respondam ao contato de confirmação da consulta realizado pela nossa equipe.
  • Nesse momento de enfrentamento à pandemia da COVID-19, é obrigatório o uso de máscaras.
  • Idealmente, chegar 15 minutos antes do horário agendado para que toda a parte burocrática possa ser resolvida sem atrasar o seu atendimento.
  • Para que seja realizado um completo e adequado exame físico, recomendamos levar bermuda ou short.
  • Em caso de qualquer dúvida, estaremos sempre disponíveis para atender você.

Realizar todo o planejamento pré-operatório é fundamental para um bom resultado cirúrgico. Reservamos esse espaço para deixar algumas orientações que devem ser seguidas antes do dia da cirurgia. E o mais importante, no caso de qualquer dúvida, entre em contato conosco para podermos ajudar!

  • No dia anterior a cirurgia mantenha jejum absoluto nas 8 horas que antecedem a cirurgia, sem comer ou beber nada (inclusive água).
  • Sempre pergunte quais medicamentos devem e quais não devem ser tomados antes da cirurgia. Atenção, alguns medicamentos naturais e chás podem aumentar o sangramento (ex.: Ginkgo Biloba). Informe sempre o uso de todos eles.
  • O uso de medicações anticoagulantes orais (AAS, clopidogrel, etc) deve ser interrompido antes da cirurgia. Entretanto, algumas medicações devem ser substituídas por outras formas de administração. Antes de interromper o seu uso, consulte o seu médico.
  • Remover os piercings e joias, incluindo aliança de casamento.
  • Prepare suas roupas, objetos pessoais e materiais de higiene pessoal para levar ao hospital.
  • Tenha uma lista de problemas de saúde crônicos (exemplo: pressão alta, diabetes), alergias e medicamentos que toma rotineiramente, com dose e frequência, para informar a equipe de enfermagem e médica no hospital.
  • No dia da cirurgia, não se esqueça de levar todos os seus exames de imagem e laboratoriais ao hospital. Eles são importantes tanto para o cirurgião como para o anestesista.
  • Confirme conosco a necessidade de levar ao hospital algum imobilizador ou meias de compressão elástica.

Após o procedimento cirúrgico, alguns cuidados devem ser tomados para garantir que a sua recuperação seja a melhor possível. Fique sempre à vontade para esclarecer todas as suas dúvidas conosco. Seguem algumas orientações que são importantes de serem seguidas:
  • Mantenha sempre a cicatriz limpa, seca e coberta com o curativo.
  • Não utilizar cremes, óleos ou pomadas na cicatriz até que a cicatrização esteja adequada.
  • Após chegar em casa, lembre-se de colocar gelo várias vezes ao dia, durante 15-20 minutos. Cuidado para não colocar o gelo em contato direto e acabar lesionando a pele ou molhando o curativo.
  • Tenha o equipamento necessário para permitir que você se movimente com segurança em casa (muletas, andador…).
  • Confirme conosco a necessidade ou não do uso de algum tipo de imobilização.
  • Alimente-se bem e com as comidas com as quais você está habituado.
  • Evitar banhos de imersão (piscina, mar e banheira) até liberação pelo médico.

Após a cirurgia, a forma como será realizado o processo de reabilitação é fundamental para bons resultados e retorno mais rápido às suas atividades e à prática esportiva. Para isso, é necessário que ocorra um envolvimento ativo do paciente em todo esse processo. Nossa equipe estará sempre à disposição para ajudar nessa fase do tratamento. Algumas orientações devem ser seguidas:
  • O início precoce da fisioterapia pode permitir um retorno mais rápido às atividades. Procure um profissional qualificado e com experiência no seu tipo de caso. Não podemos negligenciar essa fase do tratamento, o suporte de um bom fisioterapeuta é muito importante.
  • A carga (o quanto você pode pisar) e a movimentação permitida do joelho é individualizada de acordo com cada caso. Confirme conosco o que deve ser seguido.
  • Venha em todos os retornos marcados para que possamos fazer o acompanhamento de perto.
  • Tudo isso permitirá o ganho de confiança e força para um bom resultado. Conte sempre conosco!!!